CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Natação

22/04/2021 19:37:00

Brasil tem revezamento 4x100m livre definido e primeiras vagas no feminino


Dia foi de mais nomes confirmados para os Jogos Olímpicos

Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA Brasil tem revezamento 4x100m livre definido e primeiras vagas no feminino
22/04/2021 19:37:00

(Rio de Janeiro, 22 de abril de 2021) Beatriz Dizotti, Ana Marcela Cunha, André Calvelo e Pedro Spajari receberam seus passaportes para os Jogos Olímpicos, nesta quinta-feira (22), em um dia de muita emoção no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro, onde é realizada a Seletiva Olímpica Brasileira de Natação. O dia ainda teve a definição do revezamento 4x100m livre masculino e a tomada de tempo oficial que pode classificar o revezamento 4x200m livre feminino para Tóquio.

+ Veja todos os resultados

+ Veja a galeria de fotos da CBDA

Os 100m livre era a prova mais esperada do dia. Além das duas vagas para a prova individual, a disputa definiria o revezamento 4x100m livre que já está classificado para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Pela manhã, dois atletas nadaram abaixo do índice: André Calvelo (48s09) e Pedro Spajari (48s55). Outros quatro nadadores atingiram 48s e dois terminaram os 100m livre acima dos 49s.

Na final, Spajari virou os 50m à frente, mas Calvelo fechou melhor a prova e garantiu a vitória. Os índices foram atingidos por André Calvelo (48s15) e Pedro Spajari (48s31). Eles representarão o Brasil nos 100m livre na prova individual. Breno Correia e Marcelo Chierighini completam o time do revezamento.

“Quero agradecer aos meus pais, meus treinadores e todos aqueles que contribuíram para o processo. Venho trabalhando há muito tempo por esse momento. Foi uma prova duríssima e estou muito contente com meu desempenho. Agora é trabalhar ainda mais para chegar bem em Tóquio.”, disse Calvelo.

As primeiras vagas para a seleção olímpica feminina do Brasil saíram nesta quinta-feira. Beatriz Dizotti e Ana Marcela Cunha nadaram para 16m22s07 e 16s25s76 nos 1500m livre, respectivamente, e levarão seus passaportes olímpicos para casa. Viviane Jungblut, que já nadou oito vezes abaixo do índice olímpico, fará sua seletiva no dia 12 de junho.

“Foi um trabalho muito bem pensado. Acho que o Minas, a comissão, todo staff me ajudaram muito. Tive uma tendinite, mas, graças a Deus, foi tudo muito rápido e voltei ainda melhor. Fiz uma tomada de tempo muito boa antes, já estava imaginando a prova e estou realizando o meu sonho olímpico”, falou Dizotti.

A seleção olímpica feminina também teve uma grande notícia nesta quinta-feira. O revezamento 4x200m livre, formado por Aline Rodrigues, Larissa Oliveira, Nathalia Almeida e Gabrielle Roncatto nadaram para 8m00s92. A marca que será enviada à FINA para que entre na repescagem dos revezamentos para Tóquio 2020.

O Brasil busca uma das quatro vagas disponíveis para países que não se classificaram via Mundial de Gwangju, em 2019. A marca feita nesta quinta-feira, no Parque Aquático Maria Lenk, é registrada pela Federação Internacional de Natação que receberá os tempos de outros países ainda não classificados e divulgará, em junho, os classificados.

Classificados até o momento

Guilherme Costa – 400m e 800m livre

Felipe Lima – 100m peito e revezamento 4x100m medley

Fernando Scheffer – 200m livre e revezamento 4x200m livre

Breno Correia – 200m livre e revezamentos 4x100m e 4x200m livre

Murilo Sartori – Revezamento 4x200m livre

Luiz Altamir – Revezamento 4x200m livre

Guilherme Basseto – 100m costas e revezamento 4x100m medley

Guilherme Guido – 100m costas

Leonardo de Deus – 200m borboleta

André Calvelo – 100m livre e revezamento 4x100m livre

Pedro Spajari – 100m livre e revezamento 4x100m livre

Marcelo Chierighini – Revezamento 4x100m livre

Bruno Fratus - 50m livre

Beatriz Dizotti - 1500m livre

Ana Marcela Cunha - 1500m livre