CBDA, Natação, Polo Aquático, Maratonas Aquáticas, Saltos Ornamentais

Natação

14/04/2021 09:37:00

CBDA divulga protocolos médicos para a Seletiva Olímpica Brasileira de Natação


Medidas foram apresentadas aos treinadores e atletas na última terça-feira

Foto: CBDA divulga protocolos médicos para a Seletiva Olímpica Brasileira de Natação
14/04/2021 09:37:00

(Rio de Janeiro, 14 de abril de 2021) A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos divulgou, nesta quarta-feira (14), os protocolos médicos para a Seletiva Olímpica Brasileira de Natação. A competição começa nesta segunda-feira (19), no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro.

Veja todos os protocolos clicando aqui

Por conta da pandemia da Covid-19, a diretoria médica da CBDA e do COB desenvolveram um protocolo com diversas regras e recomendações para a realização da Seletiva Olímpica Brasileira de Natação.

“Nós elaboramos um protocolo rígido para o Troféu Brasil, no ano passado, e foi um sucesso. Para a Seletiva Olímpica, fizemos um protocolo ainda mais rígido. Fizemos de tudo para proteger todos os atletas, treinadores, staff e todos que estão envolvidos. Mas, para que ele funcione, precisamos da colaboração de todos”, disse o médico da CBDA e um dos responsáveis pela elaboração do protocolo, Rodrigo Brochetto.

Entre as exigências, está um teste negativo de PCR com até 72h de realização até a entrada no Parque Aquático. Além disso, medidas de distanciamento, triagem e restrição quanto ao deslocamento das equipes foi imposto pela organização do evento.

Outra medida para evitar aglomerações é a restrição de entrada no Parque Aquático para atletas e treinadores que não disputarem a etapa. Além disso, um escalonamento de raias para aquecimento e treinamento foi feito e explicado aos treinadores e atletas nesta terça-feira.

Como medida para evitar aglomeração e interação entre as pessoas, não será realizada premiação dos atletas.

Casos suspeitos

A CBDA e o COB também prepararam um amplo esquema de cobertura para casos suspeitos de COVID-19. Os atletas que estiverem com suspeitas de ter contraído o vírus ficarão em isolamento em quartos de hotel específicos. As pessoas que tiverem contato com esse caso suspeito também serão submetidas a esses testes.